Greve de Fome Contra a Sede

Publicado por em jul 2, 2006 em Blog | 0 comentários

India – 30/06/2006
Na semana passada, lideranças comunitárias de Mehdiganj, no Norte da Índia, entraram em greve de fome protestando contra uma fábrica da Coca Cola. Este ato acontece 3 meses depois que a comunidade fez vigília em frente a fábrica local de Coca Cola.
A Comunidade acusa a planta de engarrafamentode causar uma diminuição severa dos níveis de água, afetando mais de 20 vilas, poluindo terras usadas para agricultura e a água subterrânea com metais pesados (os resíduos da empresa era dado aos agricultores como fertilizantes até que estudos recentes do Governo provaram que os resíduos são perigosos), ocupação ilegal de terra, não pagamento de taxas e maus tratos aos trabalhadores.
A Coca-Cola tem seu pico de produção durante os meses de verão, quando a situação da água é particularmente severa para a população da área.”É um absurdo que o governo possa permitir que uma empresa que utiliza tanta água como a Coca-cola opere livremente, quando milhares de pessoas não conseguem nem mesmo o mínimo de água para sua sobrevivência, ” disse Nandlal Master, de Lok Samiti, um dos grupos comunitários fazendo campanha contra a Coca-Cola. “Estamos exigindo que o Governo tome medidas imediatas para cancelar a licença da Coca-Cola“.

A Coca-Cola está passando por uma grande crise na Índia, com comunidades por todo o país responsabilizando a empresa por escassez e poluição da água. Uma das maiores plantas de envasamento de refrigerantes da Índia, em Plachimada, foi fechada em Março de 2004 por causa de pressão local.Os protestos na Índia estão recebendo apoio significativo de outros países, especialmente de universidades nos Estados Unidos e Reino Unido.

Fonte: India Resource Center

Quando estive na índia, tive a oportunidade de sentir o problema da água “na pele”. Além do fato de não poder beber água sem ser engarrafada (sendo que 90% delas são da Coca-Cola ou Pepsi) devido á poluição, convivi por alguns dias com grupos de mulheres de todo o Mundo preocupadas com as questões da qualidade, acesso, escassez e direito á água, na Conferência Internacional das Mulheres e Água (International Women and Water Conference), no Centro de Aprendizagem Bija Vidyapeeth, do Navdanya em Dehradun. Dentre outras lideraças, também estavam lá as de Plachimada, e pude ouvir a história da catástrofe ambiental e social causada pela Coca-Cola contada por elas.

É incrível que se ouça pouquíssimo desta discussão no Brasil, e poucos entendem por que me recuso a tomar Coca-Cola ou qualquer outro refrigerante. Será porque temos abundância de Água e julgamos que nada vai acontecer?

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.