Semana da Alimentação, Sustentabilidade e Outras Coisas

Publicado por em out 15, 2010 em Blog | 2 comentários

No Brasil, na logomarca da Semana Mundial da Alimentação criada pelo CONSEA tem feijão. Segundo o próprio CONSEA, “o feijão unifica as diferentes culturas alimentares que convivem no Brasil. Como expressão popular, representa a riqueza de variedades e de usos na preparação de alimentos, além de ser um produto preferencial da agricultura familiar e de excelente valor nutricional. Feijões de diferentes cores e espécies são transformados em pratos que integram a culinária regional e os diferentes agrupamentos étnicos do nosso país.”

Nesta semana pensei muito sobre sustentabilidade, e o montão de eventos que tem acontecido ou estão para acontecer no Brasil com este tema em pauta. O que me incomoda mais é ver estas mega empresas, com responsabilidade social e ambiental duvidosas, promovendo mega eventos sustentáveis ou sobre sustentabilidade. Marketing verde? E parece que a maioria acha isso normal, se envolvem sem questionar. Na gastronomia está para acontecer um em breve.

Na busca de algum vídeo interessante sobre feijão, achei o fantástico Teatro Mágico. E pouco tempo depois, uma notícia que me deixou feliz:

“Não se fala em sustentabilidade sem se falar em reforma agrária, sem se falar em agricultura familiar. Fica uma coisa meio… assistencialista”, cutucou, à luz do dia, Fernando Anitelli, o líder do grupo paulista O Teatro Mágico. Por baixo dos trajes de palhaço circense, ele usava uma camiseta vermelha do Movimento dos Sem-Terra (MST), que deixou bem à mostra no final do show.

Então, em homenagem ao feijão, ao arroz, à Semana Mundial da Alimentação, à sustentabilidade, e ao Teatro Mágico, que falou em sustentabilidade e segurança alimentar em pleno SWU (afinal agricultura familiar e reforma agrária estão estreitamente relacionadas com a segurança alimentar e nutricional), com vocês, Prato do Dia:

2 Comentários

  1. Olá Roberta, perfeita combinação mesmo! Estou identificando em minha pesquisa como o cultivo do arroz era muito tradicional nos pequenos agricultores aqui da minha região, vindo com a origem japonesa (circuito das frutas -(Campinas/Jundiaí- SP) e que hoje, infelizmente se perdeu. De fato, o feijão ainda continua sendo propagado. Estamos tentando reforçar o cultivo do feijão guandu, que é arboreta e serve pro animal também, além do cultivo da mandioca, tão rica e tradicional também!
    Parabéns pelo blog. Depois verei com mais calma. Abraços,
    Lisa

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.